Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

""

Ferramentas Pessoais

This is SunRain Plone Theme

Navigation

Você está aqui: Entrada / Notícias / 2016 / Moçambique Celebra o Dia Africano de Estatística

Moçambique Celebra o Dia Africano de Estatística

Sob o lema "Reforço das estatísticas económicas para a integração regional, transformação estrutural e desenvolvimento sustentável", o Continente Africano celebra esta sexta-feira, 18 de Novembro corrente, o Dia Africano de Estatística, efeméride que se assinala todos os anos e, para este ano, tem como foco o fortalecimento das estatísticas económicas.

Em Moçambique, a celebração da efeméride será preenchida por uma palestra promovida pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Durante o evento, no qual estão convidatos representantes os Órgãos Delegados do INE, parceiros de cooperação, estudantes, entre outras individualidades, será feita uma abordagem sobre a aplicação, no País, da Carta Africana de Estatística. A ocasião servirá, igualmente, para a apresentação de informação-resumo sobre o Censo de Empresas, recentemente terminado no País, bem como o ponto de situação de preparação do IV Recenseamento Geral da População e Habitação de 2017, após a realização, com êxito, ao nível nacional do censo piloto, operação que teve lugar em todas as províncias.
Ao eleger as estatísticas económicas para o centro das celebrações, a Comissão Económica para África das Nações Unidas (UNECA) tem, em atenção, a necessidade de os países africanos produzirem e difundirem indicadores macro-económicosdados de qualidade que sejam fundamentais para a integração regional em África e para a transformação económica com vista à realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pelas Nações Unidas e pela Agenda 2063, estabelecida pela União Africana, designada "A África que queremos ".
As estatísticas económicas “desempenham um papel central no reconhecimento e definição das questões de desenvolvimento, formulação de políticas públicas, monitoria, avaliação e previsão de tendências futuras. As estatísticas económicas, em particular, os dados das Contas Nacionais fornecem uma avaliação abrangente do desempenho da economia de um País ao longo do tempo.
Um Sistema Estatístico Nacional, com infraestrutura robusta de recolha, análise, processamento e difusão é crucial para o desenvolvimento das economias dos países. Um sistema com esta perfomance contribui para a tomada de decisões correctas, principalmente, para a formulação de políticas baseadas em evidências, que estimulam o crescimento económico, a integração regional e do desenvolvimento socio-econômico”, realça um documento divulgado pela UNECA a propósito da efeméride.


As estatísticas económicas e o impulso à integração regional
A integração económica entre as regiões contribui para o aumento do crescimento e desenvolvimento económico. As iniciativas integracionistas são, por isso, estratégicas para impulsionar, por exemplo o fortalecimento do comércio intra-regional. Assim, os Sistemas Estatísticos deverão produzir ganhos económicos consideráveis para a África, sendo que, para lograr tais objectivos, os programas de integração regional devem ser apoiados pelas estatísticas económicas de alta qualidade, oportunas e comparáveis.
Sublinhe-se que estatísticas de alta qualidade contribuem para rastreamento de inúmeros aspectos centrais da integração regional, incluindo o comércio, o desenvolvimento de infra-estruturas, a mobilidade laboral, a energia, o investimento de capitais, a capacidade produtiva e a integração monetária e financeira. Daí, o facto de, a UNECA encorajar os países, a envidarem esforços para o aprimoramento dos processos de produção das suas estatísticas.
Iniciativas em curso
No quadro dos esforços visando o reforço das estatísticas económicas, está em execução o Projeto Africano Comum sobre a implementação do Sistema de Contas Nacionais (SCN) 2008 das Nações Unidas. O foco do projecto está centrado na assistência aos países para melhorarem as suas estatísticas económicas.
O SCN é uma entidade de coordenação global para estatísticas económicas, operando como uma estrutura conceitual para assegurar a consistência de definições, normas e classificações usadas na produção de estatísticas oficiais e ainda, como um quadro contabilístico que visa assegurar a coerência numérica dos dados provenientes de diferentes fontes.
O projecto reúne comunidades económicas regionais, AFRISTAT (Observatório Económico e Estatístico para a África Sub-Sahariana), instituições pan-africanas (Comissão Econômica para a África, Banco Africano de Desenvolvimento e a União Africana), organizações regionais e internacionais e desenvolvimento de parcerias para ajudar os países na implementação do SCN. O projecto apoia, particularmente, os esforços dos países africanos, não apenas para adopção e implementação do SCN, mas, também, para a sua adesão às normas do Sistema Estatístico Internacional.
A UNECA insta os países, no quadro das celebrações do Dia Africano de Estatística, a envidarem esforços para fortalecer a capacidade dos seus sistemas estatísticos para a produção e disseminação das estatísticas económicas, com vista à plena implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Este programa – ODS, tem como objectivo promover o desenvolvimento harmonioso nos campos económico, social, cultural e ambiental, entre outros aspectos cruciais para a vida dos povos. Para isso, devem ser priorizadas as interligações entre as três dimensões do crescimento económico, desenvolvimento social-cultural e sustentabilidade ambiental, todos, crucialmente, ligados às estatísticas económicas.

O INE, na sua qualidade de Reitor do Sistema Estatístico Nacional, aproveita a efméride para consolidar a sua determinação de promover progressivamente a educação, cultura e advocacia estatística através da Escola Nacional de Estatística, como ve´culo de aprimoramento do conhecimento e da qualidade total.