Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

""

Ferramentas Pessoais

This is SunRain Plone Theme

Navigation

Você está aqui: Entrada / Notícias / Apoio ao Censo 2017: INE establece parceria com a DAI/FSDMoçambique

Apoio ao Censo 2017: INE establece parceria com a DAI/FSDMoçambique

“O Instituto Nacional de Estatística (INE) promove parcerias estratégicas, privilegiando as que concorrem para a requalificação da gestão de processos e de qualidade estatística, bem como para a sustentabilidade financeira da arquitectatura da base de dados e produtos estatísticos”, disse esta quinta-feira, 17 de Novembro corrente, o Presidente do INE, Dr. Rosário Fernandes, momentos após a assinatura de dois instrumentos de entendimento, sendo um acordo e um memorando específico, com a DAI/FSDMoçambique – Development Alternatives Initiative/Financial Sector Deepening Mozambique.

Na sua alocução, o mais alto dirigente do INE destacou a realização, em Outubro último, do censo piloto à escala nacional, “que foi um sucesso e constitui argumento objectivo de ensaio do IV Recenseamento Geral da População e Habitação de 2017. O protagonismo directo da DI/FSDMOZ, na fasquia de 20.000 libras esterlinas, o equivalente a 1.895.000 de meticais, representa um evidente sinal da organização, na promoção de parceria de curto, médio e longo prazo, que os dois instrumentos ora rubricados, acabam de testemunhar”.

A contribuição referida é de aplicação a curto prazo, no quadro da avaliação dos Pilotos pré-censo e parte do processo da Cartográfica Censitária, em curso. O acordo Geral, o primeiro rubricado, é de aplicação estratégica, visando futuros financiamentos em razão das avaliações (assessment) bem sucedidas, projeto por projeto, antes ou depois da realização do IV Recenseamento Geral da População e Habitação de 2017.

Destacou ainda que o apoio, será aplicado na avaliação dos pilotos pré-censo 2017 e de parte de acções de capacitação institucional no âmbito do Censo 2017, o que indiciará a edificação de bases de cooperação institucional mútua, partilha de resultados dos censos e inquéritos, e participação conjunta em eventos de levantamentos demográficos em modalidades a definir. “O INE orientará a cooperação observando os princípios deontológicos que regem o Sistema Estatístico Nacional (SEN). O INE promoverá ainda a transparência, a integridade e o sentido de prestação de contas mediante a exibição sistemática de provas de execução, projecto por projecto”, assegurou ainda aquele responsável.

Por seu turno, a Directora Executiva da DAI/FSDMoz, Dra. Anne-Marie Chidzero, destacou a importância dos dados estatísticos na vertente de acesso aos serviços financeiros por parte dos cidadãos, sendo por isso que a sua organização encontra no entendimento estabelecido com o INE, uma base que poderá contribuir para o melhoramento da legislação atinente à facilitação do acesso àqueles serviços por parte do público.

“Devo sublinhar que é a primeira vez a nossa organização estabelece entendimentos desta natureza em África, tendo como foco principal a criação de condições visando incluir nos questionários do censo, temas sobre serviços financeiros”, disse ainda Anne-Marie Chidzero.

Com base no documento rubricado, as duas instituições estabelecem bases de cooperação para apoio material e/ou financeiro para o IV Recenseamento Geral da População e Habitação de 2017. Entre outros aspectos e nos termos do referido entendimento, o INE criará condições para integrar temas sobre a inclusão financeira em Moçambique. 

Por seu turno a DAI/FSDMoz deverá assegurar a prossecução de todas as despesas inerentes ao fornecimento de serviços a serem previamente identificados no âmbito do Censo 2017, para além de tomar parte nos encontros relacionados com as actividades daquela importante operação estatística.

A DAI/FSDMoz prestará, no quadro dos instrumentos ancorados, apoio técnico e financeiro ao INE na implementação de projectos aprovados pelo seu Comité de Investimento. Deverá garantir ainda o desenvolvimento de acordos de parcerias específicos e realizar os necessários pagamentos das despesas inerentes à implementação dos referidos entendimentos e/ou fornecimento de serviços que serão previamente identificados. 

A “Development Alternatives Initiative”/"Financial Sector Deepening Moçambique” (DAI/FSDMoç), é uma instituição vocacionada a promoção de Inclusão Financeira e realiza as suas actividades com financiamento do governo do Reino Unido