Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

""

Ferramentas Pessoais

This is SunRain Plone Theme

Navigation

Você está aqui: Entrada / Notícias / Recenseamento Geral da População e Habitação: Censo Piloto arranca este Sábado

Recenseamento Geral da População e Habitação: Censo Piloto arranca este Sábado

Arranca Sábado, 1 de Outubro do ano corrente, o Censo Piloto, com duração de 15 dias, devendo abranger todas as pessoas residentes nos locais seleccionados.

O Censo Piloto está integrado nos preparativos do IV Recenseamento Geral da População e Habitação a decorrer em 2017, em todo o País. O Censo Piloto é uma actividade que tem por finalidade testar o nível de organização, metodologias, procedimentos e, sobretudo, os possíveis constrangimentos da operação, para corrigir e tomar medidas cautelares, antes do censo, propriamente, dito.

O Censo Piloto irá decorrer em 11 locais selecionados, sendo um, em cada uma das províncias, entre zonas urbanas e rurais. Na província de Niassa, foi escolhida a região de Luelele, no distrito de Mandimba. Ngapa-Sede é a localidade seleccionada, em Mueda, na Província de Cabo Delgado. Em Nampula, foi indicada a região de Unidade, no Posto Administrativo da Ilha de Moçambique. Em Quelimane, Zambézia, foi escolhido o bairro Manhaua-B, no Posto Administrativo Urbano 4. Na Província de Tete, foi seleccionada a aldeia de Mphende-Sede, situada no distrito de Magoe. Amatongas-Sede é a região escolhida, no distrito de Gondola, em Manica. Na Província de Sofala, Cidade da Beira, foi escolhido o bairro Munhava Central. Em Inhambane, foi escolhida a região de Pembe-Sede, no distrito de Homoine. Por seu turno, em Gaza foi escolhida a Localidade de Combomune-Estação, no distrito de Mabalane. Mapulanguene-Sede é a região seleccionada, no distrito de Magude. Na Cidade de Maputo, foi seleccionado o bairro de Urbanização.

O Censo Piloto compreenderá 456 Áreas de Enumeração.

Através dos recenseamentos, o País fica a saber, de forma detalhada, o número e as condições de vida dos seus habitantes, o tipo e o número de habitações existentes, as condições de saneamento, de abastecimento de água, de educação, de saúde, entre outros aspectos populacionais e habitacionais.

Com estes dados, tanto as instituições públicas, assim como as privadas estarão em condições de planificar os investimentos necessários para satisfazer as necessidades da população.

Os Recenseamentos da População e Habitação, para além de serem um exercício exaltante, de patriotismo e cidadania, são, igualmente, importantes porque através deles, são produzidas informações que constituirão a base de dasdos para a formulação de Políticas Públicas no País.

Criados Gabinetes do Recenseamento
Na última sexta-feira, 23 de Setembro de 2016, foi formalizada a criação dos Gabinetes de Recenseamento aos níveis central, provincial, distrital, posto administrativo e de localidade. O facto ocorreu no decurso da II Sessão do Conselho Coordenador do Recenseamento Geral da População e Habitação (CCRGPH), órgão de coordenação das operações desta natureza, no País. O encontro foi orientado pelo Primeiro-Ministro, Dr. Carlos Agostinho do Rosário, na sua qualidade de presidente do Órgão.
Com a criação destas estruturas, que têm a responsabilidade de executar todas as actividades censitárias, no País, completa-se mais uma etapa da preparação do IV Recenseamento Geral da População e Habitação
O CCRGPH que é integrado pelos Ministros da Economia e Finanças, das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, daEducação e Desenvolvimento Humano, dos Transportes e Comunicações, da Defesa Nacional, do Interior, da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, da Agricultura e Segurança Alimentar e da Administração Estatal e Função Pública e pelos Presidente e Vice-presidente do INE e, ainda, pelo Secretário do CCRGPH, quadro sénior do INE.