Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

""

Ferramentas Pessoais

This is SunRain Plone Theme

Navigation

Você está aqui: Entrada / Notícias / Covid-19 FNUAP oferece material de protecção ao INE

Covid-19 FNUAP oferece material de protecção ao INE

• Em curso aquisição de equipamento informático para a prática de teletrabalho. O INE recebeu no dia 26 de Maio corrente, diverso material de protecção individual, oferecido pelo Projecto de Censo 2017 financiado pelos Governos de Canada, Suecia, Noruega, Reino Unido e Italia sob gestão do FNUAP no âmbito de prevenção contra a infecção pelo novo coronavirus. A oferta, que foi entregue pela Representante do FNUAP em Moçambique, Dra Andrea Wojnar, é constituído por máscaras, luvas, máquinas para desinfectar documentos, dispensadores de álcool em gel, álcool em gel, bombas de borrifar, desinfectantes para o chão e para outras superfícies, foi recebida pela Presidente do INE Dra Mónica Magaua.

De acordo com dados tornados públicos na ocasião, a oferta do Projecto Censo 2017 financiado pelo Trust Fund, inclui ainda equipamento destinado a facilitar o teletrabalho para responder a prática de rotatividade adoptada pelo INE no seguimento do estado de emergência decretado pelo Presidente da República com vista a garantir a redução do pessoal em serviço nas instituições públicas. Entre os equipamentos, a serem entregues proximamente, incluem-se computadores, tablets, modems de internet e recargas para uso de internet.

 

Ajuda determinante para retomada do IOF

 

Falando instantes após a entrega, a Presidente do INE considerou a ajuda como sendo crucial para a protecção dos funcionários e, particularmente para a retomada do processo de recolha de dados no âmbito do Inquérito aos Orçamentos Familiares. “Esta operação havia sido suspensa em consequência da determinação do estado de emergência. Entretanto, depois de falarmos com o Instituto Nacional de Saúde foi decidida a retomada da actividade sob a condição de o nosso pessoal ser capacitado em matéria de biosegurança. Nesta linha, técnicos envolvidos no IOF, já formados centralmente, vão, nos próximos dias, liderar a capacitação do pessoal das províncias sobre a mesma matéria”, explicou a responsável.

Num outro desenvolvimento a Presidente do INE manifestou a satisfação da instituição pela ajuda do  Projecto Censo 2017 finaciado pelo Trust Fund, em equipamento que irá minimizar o impacto da prática da rotatividade dos seus funcionários adoptada pelo INE no seguimento do estado de emergência. “Para facilitar o trabalho dos colegas que num período estão em confinamente nas suas casas, o equipamento que nos é oferecido irá ajudar bastante, sobretudo para assegurar uma maior percentagem no cumprimento dos nossos objectivos”, acrescentou a mais alta dirigente do INE.

Por seu turno a Representante do FNUAP em Moçambique, na qualidade do Gestor do Trust Fund para Censo 2017 finaciado pelos Governos supracitados, depois de destacar a imporância do uso de dados e evidências de alta qualidade para a realização de políticas e uma planificação que garanta um desenvolvimento sustentável, falou da relevância das medidas que vem sendo tomadas pelo INE com vista a evitar a contaminação do covid-19, tendo destacado ainda a importância da adaptação às novas formas de trabalho, que contribuam para a protecção dos colaboradores a todos os níveis.

“No momento que fazemos a entrega deste material, que foi adquirido pelo FNUAP no âmbito do Projecto Censo 2017, financiado pelo Trust Fund constituido pelos Governos de Canada, Suecia, Noruega, Reino Unido e Italia, congratulamo-nos com o facto do INE estar equipado para continuar o seu trabalho de recolha de dados através de inquéritos de campo e através de entrevistas virtuais, sem interrupção a nível nacional, provincial e distrital. Na verdade, do ponto de vista estatístico a crise trazida pelo novo coronavirius, oferece uma oportunidade para desenvolvver o uso de novas fontes e novas metodologias, ainda que experimentais, mas de interesse primordial para monitorar os efeitos da pandemia junto da população”, acrescentou aquela responsável.